Seja bem-vindo(a) a Clínica Odontoquality

Florianópolis (48) 3223-3900 Tijucas (48) 3263-0001
Agende via WhatsApp

Ortodontia 27 de junho de 2017

5 prejuízos de ter os dentes desalinhados

O Dr. Claudinei explica como os dentes desalinhados podem afetar a sua saúde

5 prejuízos de ter os dentes desalinhados

Muitas pessoas acabam adiando ou nem fazendo o tratatmento ortodôntico porque não se incomodam esteticamente com os dentes desalinhados e acabam procurando um dentista quando a situação é emergencial ou quando estão sentindo muita dor.

O que muitas pessoas não sabem é que os dentes tortos é apenas a ponta do iceberg. Na realidade o tratamento ortodôntico além da estrutura dos dentes, trabalha também com a parte óssea, prevenindo e corrigindo as alterações no osso da face. As consequências de adiar o tratamento ortodôntico podem ser grandes e o problema que, no começo foi aparentemente estético, pode levar a doenças graves e trazer muita dor.

 

Veja 5 problemas graves que os dentes desalinhados podem causar:

 

1- Dores em toda região do rosto, cabeça e ouvidos:

Dentes mal posicionados, encaixados de forma incorreta – o que popularmente é chamado de mordida cruzada – com o tempo podem levar a uma séria disfunção na articulação têmporo-madibular (ATM). Ela é responsável por ligar o maxilar ao osso temporal do crânio, localizado em frente às orelhas.

Quando a ATM não está na sua posição correta, ela pode ser responsável por dores de cabeça, enxaquecas, estalos, dores e cansaço no rosto após as refeições ou depois de falar muito. Além disso, a disfunção causa dores nos olhos e nos ouvidos. Muitas vezes o fato dos dentes não estarem encaixados corretamente também é motivo para zumbidos constantes.

A ortodontia é a especialidade que poderá corrigir a posição dos dentes e dos ossos maxilares.

 

2- Mau hálito, doenças respiratórias e ronco

Dentes apinhados (tortos), saltados ou desalinhados, além de uma estrutura óssea anormal (falta de queixo) podem estar causando uma respiração bucal. A respiração feita pela boca não é natural e pode trazer uma série de complicações e doenças respiratórias. Isso porque o nariz funciona como uma espécie de filtro que impede a passagem de microorganismos. A respiração bucal facilita a entrada de vírus e bactérias no organismo e, assim, a contração de doenças mas facilmente.

Além disso, a respiração bucal, especialmente durante a noite, faz com que a boca fique seca e sem a lubrificação da saliva. A saliva funciona como um “limpador” natural dos dentes e a falta dela facilia o acúmulo de placa bacteriana e cáries, além do mau hálito e de favorecer o ronco (apnéia).

É importante observar a respiração desde cedo, quando criança, para garantir mais qualidade de vida no futuro adolescente e adulto. Note se a sua respiração ou de seu filho está sendo feita de modo incorrento. Nestes casos, é indicado realizar uma consulta com um dentista para avaliar se é necessário um tratamento ortodôntico ou se o caso é deve ser tratado com um otorrino.

 

3- Dores na coluna

Assim como quando você carrega uma sacola pesada na mão esquerda, todo o seu corpo passa a compensar aquele peso do lado direito, os dentes tortos fazem com que o posicionamento da cabeça mude e isso acaba intereferindo também na postura. Todas as musculaturas estão interligadas e as primeiras ligações são as que sofrem as consequências primeiro. Se o problema bucal não for tratado, as chances de dores afetarem outras partes do corpo, como joelhos e até nos pés, são grande.

Segundo a OMS, as dores nas costas atingem cerca da 80% da população, problema que pode estar ligado ao mau posicionamento dos dentes. Portanto, não adie sua avaliação com um dentista!

 

4- Problemas de digestão

O processo de digestão começa pela boca e é fundamental que tudo esteja de acordo para que a comida seja processada da maneira certa. Além de levar a complicações para os outros órgãos do aparelho digestivo, a mordida cruzada – efeito do desalinhamento dos dentes – ou problemas ósseos fazem com que as forças da mastigação tenham um maior impacto sobre as raízes de certos dentes e podem causar gengivas sensíveis e inchadas.

[banner_material id=”1771″]
 

5- Dificuldades de higienização

Dentes desalinhados costumam invadir o espaço de outros dentes e estreitam o espaço entre eles. A escova de dentes não dá conta de retirar o resto de comida preso entre os dentes e, muitas vezes, o fio dental não consegue fazer seu trabalho de forma correta. A consequência da higienização precária é o acúmulo de placa bacteriana que por sua vez leva às cáries, gengivite e periodontite.

Além disso, por estarem muito grudados, o diganóstico de que algo não vai bem pode não ocorrer no tempo certo. Se houver uma cárie por ali que não foi identificada, as chances de lesão na gengiva e raíz do dente é muito maior.

 

Não adie sua consulta ao dentista ou ortodontista

Além de proporcionar uma melhoria estética, a ortodontia pode corrigir problemas de mastigação, deglutição, respiração, fala e sono. Só um dentista poderá fazer a avaliação se você precisa ou não de aparelho ortodôntico. Muitas vezes a necessidade de uso já é prevista assim que nascem os dentes permanentes na criança. Medidas preventivas são essenciais para garantir melhor qualidade de vida na adolescência e na fase adulta. Não deixe as dores ocasionadas por disfunções serem maiores na maturidade!

 

Agende sua avaliação com um de nossos especialistas em ortodontia.

 

Descubra mais dicas sobre saúde bucal!

Assine nossa newsletter!

Não preencher:

Agência - Marketing Digital